quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Amizade colorê, o escolhido foi você


Amizade colorida, personal fucker, foda casual, amizade com benefícios. O nome não importa, fato é que todo mundo já teve um, e quem nunca teve deseja um dia ter. (E quem não deseja deveria desejar).
Essa relação tão gostosa vai além da amizade. É a cumplicidade entre duas pessoas que, sem maiores problemas, assumem que vez ou outra precisam de sexo e não têm outra opção para isso. O amigo colorido pode ser uma amizade antiga, que antes era preta e branca. Pode ser também uma amizade nova, que já nasceu no colorê. Independente do tempo de amizade, uma coisa é fato: 90% dos casos de amizade colorida começaram com uma bebedeira. E as amizades coloridas podem ser divididas, basicamente, em dois grupos (que depois dividem-se em subgrupos). Vamos aos casos:


Vocês eram grandes, velhos e bons amigos. Aconteceu de um dia, depois de anos de confidências, risadas e babaquices, encherem a cara juntos.

Ela tinha levado um pé na bunda, você tentava consolar. Você não passou no vestibular, ela não conseguiu o emprego, o vinho estava barato, a cerveja estava gelada e quando vocês acederam as luzes, não é possível, estavam lá os dois pelados no sofá da sala, de cara amassada, procurando a cueca. Os dois curtiram, superaram a ressaca moral e quiseram mais: pronto, eis que surge uma linda e colorida amizade.
Trata-se da legítima amizade colorida. Ou amizade com benefícios.



Vocês poderiam se dar muito bem juntos, mas preferem ficar só na amizade. Talvez porque vocês se ajudem em outras relações (sabem dos problemas, conhecem a ladainha toda), talvez porque existam paixões platônicas paralelas ao caso de vocês, talvez porque seja conveniente, só isso. Os motivos são muitos.

Esse tipo de amizade pode acabar de forma trágica se acontecer de somente um dos dois se apaixonar. E, claro, pode ter um final feliz ser rolar paixão dos dois lados. Ou se não rolar paixão alguma, e vocês continuarem curtindo essa coisa gostosa, cheeeia de intimidades. Pense bem: vocês já eram muito íntimos, tudo fica mais fácil.

O grande problema é que, assumindo que o caso é só sexo, quando um dos dois se der bem no sexo e no amor, o outro vai ficar na mão.

***

Então, ele era lindo. Lindo e charmoso, e ainda sabia se vestir bem, mas vocês nunca conversaram. Um dia, aqueles amigos em comum chamaram para aquela festa, e depois de todos aqueles copos, aquele corpo era seu.



Mas aí, ele era meio burro, meio chato, meio metido, meio qualquer coisa dessas que só a metade já conta muitos pontos contra. Talvez ele também tenha te achado meio arrogante, meio chata, meio esquisita. Só que a noite foi digna de bis, e então fica conversado: outro dia te ligo. E você está sozinha e liga sim. E ele está sozinho e topa, sim.

Parabéns, vocês ganharam um personal fucker. Ou uma foda casual. Vocês se completam, é maravilhoso, mas somente na cama. Fora dela, sem condições de um relacionamento sério, ele tem aquilo que NÃO DÁ. Ou não. Talvez vocês se tornem bons amigos, e então a foda casual pode evoluir para uma amizade colorida. Não evoluindo, fica assim: vocês vão se procurar quando quiserem sexo. Vai ser maravilhoso, mas no dia seguinte ninguém se vê.

Quem sabe um dia se trombam numa balada: é sexo garantido no final da noite. Ou então, é esperar que o telefone toque de novo.

Ainda há muito preconceito com relação à foda casual, existe muito mimimi do tipo “mas ele está só me usando”. Ok, se você não curtiu nadinha, nadinha, ele está só te usando sim (mas aí, amigue, se virou foda casual é porque você é boba (o)).

Se você achou uma de-lí-cia, deixa de frescura: usem-se mutuamente, queridos. Os problemas são basicamente os mesmos da amizade colorida: pode acontecer uma paixão inesperada de apenas uma das partes(embora aqui seja mais difícil); ou um dos dois pode simplesmente deixar o outro na mão.

Enquanto não acontece, vamos combinar: amizade colorida faz bem e deixa o mundo mais feliz.

6 comentários:

Anônimo disse...

alguma de vocês tem?

Rosa disse...

amizade colorida é uma das melhores conquistas da modernidade

Gisela Zaffalon Bobato disse...

Foi o que vcs disseram... Quem nunca teve um dia vai ter.

Danielle disse...

Eu tenho muitas amizades coloridas, que é pra ter muitas opções de cores e, sabe o que eu acho? eu acho É POUCO!

Meu nome não é Jonny disse...

Sensacional. Tenho duas. Anos à finco. Ela até já casou, mas a amizade colorida, continua firme.

Lady Mayfair disse...
Este comentário foi removido pelo autor.